Alarme de tsunamis no litoral da Indonésia falhou durante o terremoto

Cipatujah (Indonésia), 3 set (EFE).- O sistema de alarme instalado nas praias da Indonésia para avisar do risco de tsunami falhou em alguns pontos durante o tremor de 7,4 graus registrado ontem na a ilha de Java, informou hoje a agência de notícias local.

EFE |

O alerta situado na praia de Palabuhanratu, no distrito de Sukabumi, soou durante dez segundos e depois parou, quando o terremoto cortou a energia, segundo Antara.

O forte terremoto provocou um leve tsunami com praticamente nulo poder destruidor, que chegou a medir um metro de altura em Pameungpeuk, distrito de Garut, segundo o diretor da Agência de Metereologia, Climatologia e Geofísica da Indonésia, Sri Woro Harijono.

O terremoto sacudiu ontem Java Ocidental às 14h55 hora local (04h55 de Brasília), provocou a morte a pelo menos 45 pessoas, feriu a outras 400 e danificou 18 mil casas, segundo as autoridades.

Pelo menos 110 pessoas estão hospitalizadas e dez delas se encontram em situação crítica, segundo o porta-voz do Centro de Coordenação de Desastres de Java Ocidental, Priyadi Kardono.

Foi o maior terremoto vivido em Java desde o ocorrido em Yogyakarta em 2006, que alcançou 6,2 graus na escala Richter e matou cerca de 6 mil pessoas.

Indonésia está localizada sobre o chamado "Anel de Fogo do Pacífico", uma zona com grande atividade sísmica e vulcânica que é sacudida por cerca de 7 mil tremores ao ano, a maioria moderados.

Dia 26 de dezembro de 2004 um terremoto de magnitude 9 graus gerou um tsunami que castigou uma dúzia de países banhados pelo oceano Índico e causou 226 mil mortos, 170 mil deles na Indonésia.

EFE jpm/fk

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG