Alan García registra recorde de impopularidade, com mais 70% de desaprovação

Uma pesquisa divulgada nesta segunda-feira, em Lima, revelou que 71,8% dos peruanos desaprovam a gestão do presidente Alan García, o nível mais alto de impopularidade em pouco mais de dois anos de governo.

AFP |

A desaprovação aumentou significativamente, passando de 58,8% em maio para 71,8% na primeira semana de agosto, segundo a pesquisa CPI, que consultou 1.000 pessoas em todo o país.

A popularidade de García despencou 12%, de 32,2% em maio para 20,3%, destacou a CPI.

Entre as razões que explicam a queda de popularidade do presidente, 43% dos entrevistados citaram a inflação, que nos primeiros sete meses do ano chegou a 4,09%.

Além disso, a falta de emprego, o não cumprimento das promessas eleitorais e a falta de combate à pobreza e à corrupção foram lembrados pelos entrevistados.

Os aspectos considerados positivos são a assinatura do TLC com os Estados Unidos, a estabilidade econômica e a construção de estradas.

Ao comentar estes resultados, o chefe de gabinete Jorge del Castillo afirmou que o governo "não pode se preocupar com uma pesquisa e mudar sua política econômica".

A sondagem também mostrou que, para as eleições presidenciais de 2011, os favoritos são o prefeito de Lima Luis Castañeda (direita), com 18,8%, o nacionalista de esquerda Ollanta Humala (16,9%) e a congressista Keiko Fujimori, filha do ex-presidente Alberto Fujimori (15,8%).

rm/lm/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG