Lima, 9 dez (EFE).- O governante do Peru, Alan García, criticou nesta terça-feira o presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, por ter declarado que a situação econômica mundial piorará no próximo ano.

"Quando o presidente de uma nação tão importante como os Estados Unidos diz ao mundo que o ano de 2009 será pior que o de 2008, está fazendo com que a crise seja muito pior do que seria", comentou.

García afirmou que o pior da crise econômica é "o medo que gera", e destacou que é importante motivar a confiança da população.

"Isso (gerar medo) é o que está ocorrendo com muitos países, inclusive com alguns líderes que estão agravando os problemas com suas palavras", disse.

O governante afirmou que "é preciso serenidade, como o general de um Exército que conhece os perigos, mas que sabe que é preciso lutar, e não fugir vergonhosamente".

García apresentou na segunda-feira passada um plano para o Peru enfrentar a crise financeira internacional, que incluirá o investimento de 18 bilhões de sóis (US$ 6 bilhões) em obras de infra-estrutura. EFE dub/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.