Al Qaeda no Iêmen diz estar por trás de ataque a avião nos EUA

DUBAI (Reuters) - Uma célula regional da Al Qaeda disse nesta segunda-feira estar por trás do ataque frustrado no dia de Natal em um avião de passageiros norte-americano para se vingar da ofensiva dos Estados Unidos contra o grupo no Iêmen, de acordo com um comunicado na Internet. O grupo disse ter fornecido ao suspeito nigeriano um artefato tecnicamente avançado, mas que falhou ao detonar devido a um problema técnico.

Reuters |

"O irmão Umar atingiu seu objetivo... mas uma falha técnica ocorreu levando a uma deficiência na explosão completa", disse a Al Qaeda na Península Arábica em comunicado publicado em sites islâmicos na Internet.

O grupo identificou o suspeito como Umar Farouk al-Nigiri (o nigeriano) e publicou uma montagem dele sorrindo com um avião de passageiros ao fundo.

O nigeriano, de 23 anos, é acusado de tentar explodir uma aeronave da Delta Airlines que se aproximava de Detroit com 300 passageiros a bordo.

"Pedimos que todos os muçulmanos... que expulsem todos os incrédulos da Península Arábica matando os cruzados que trabalham em embaixadas ou em outros locais... (em) uma guerra total contra todos os cruzados na Península do (profeta) Maomé", afirmou.

No domingo, o grupo informou em um comunicado na Internet que faria uma represália a uma ofensiva contra ele este mês, que segundo ele teria sido realizada por aviões dos EUA e que matou mais de 50 homens, mulheres e crianças.

(Reportagem de Firouz Sedarat)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG