Tamanho do texto

Abu Dhabi, 7 abr (EFE) - A organização Al Qaeda no Magrebe Islâmico (AQMI) responsabilizou a Áustria pelo destino de seus dois cidadãos seqüestrados na Tunísia, após acusar Viena de contar mentiras e de indiferença em relação ao destino dos reféns.

Em comunicado divulgado hoje por um site islâmico na internet, a AQMI não informou, no entanto, o que será feito dos turistas seqüestrados, após expirar na meia-noite de domingo o ultimato dado pelo grupo terrorista para que o Governo austríaco atendesse às suas exigências. EFE fa/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.