Al Qaeda assume ter sequestrado 6 estrangeiros no Níger

Cairo, 18 fev (EFE).- O grupo terrorista Al Qaeda no Magreb Islâmico (AQMI) se responsabilizou pelo sequestro de seis cidadãos ocidentais, entre eles o enviado especial da ONU para o Níger em dezembro passado, informou o canal de televisão Al Jazira em seu site.

EFE |

Em uma gravação, o porta-voz do grupo terrorista, identificado como Salah abu Mohammed, assegura que seu grupo mantém sequestrado o enviado da ONU para o Níger, o canadense Robert Fowler, que desapareceu junto a seu ajudante Louis Guay em dezembro.

"Estamos felizes de poder declarar à nossa nação muçulmana o sucesso de nossos mujahedins (guerreiros santos), que realizaram no Níger duas operações importantes, capturando seis pessoas", disse o dirigente citado pela "Al Jazira".

Os outros quatro sequestrados são dois turistas suíços, um britânico e um alemão, que foram igualmente capturados em território nigerino quando retornavam de um festival cultural em Mali, no final de janeiro. EFE nq/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG