DUBAI (Reuters) - O braço da Al Qaeda no norte da África afirmou que está por trás dos dois ataques a bomba que mataram um engenheiro francês na Argélia no final de semana passado, e prometeu mais investidas, segundo comunicado na Internet neste sábado. A Al Qaeda também assumiu responsabilidade por dois ataques que ocorreram anteriormente contra o exército do país, dizendo que um foi provocado por dois homens-bomba.

O comunicado, que traz fotos de dois homens e afirma que eram suicidas, não pode ter sua origem verificada de forma independente.

O ataque a bomba em 8 de junho matou um francês e o condutor de seu carro, segundo o Ministério de Defesa. O ministério negou informações de que pelo menos 12 pessoas foram mortas.

(Reportagem de Firouz Sedarat)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.