Al Qaeda assume autoria de atentado de sexta-feira no Iêmen

Sana - O braço iemenita da Al Qaeda assumiu hoje o atentado com carro-bomba que na sexta-feira causou a morte de duas pessoas no sul do Iêmen, incluindo a do autor do ataque.

EFE |

Em comunicado com data de 25 de julho, publicado neste domingo na internet, a organização terrorista também identifica o suicida como Abu Duyana al-Hadrami, confirma que o ataque teve como alvo a sede principal das forças de segurança iemenitas na província meridional de Hadramaut e ameaça lançar novos atentados no país.

A nota, que é assinada pela Organização da Al Qaeda na Península Arábica - Brigadas de Yundul Iemen, adverte que esse grupo intensificará suas ações contra o regime do presidente iemenita, Ali Abdullah Saleh, e se vingará da morte de seus membros que perderam a vida em confrontos com a Polícia nos últimos anos.

"Deus nos permitiu levar a cabo a operação de martírio de 25 de julho contra os escravos dos escravos e os guardas dos infiéis no complexo da Segurança Pública de Hadramaut", diz o comunicado.

"Que saibam o tirano e seus soldados que não esqueceremos o sangue de nosso irmãos nem a vingança", acrescenta a nota, que cita nomes de vários membros da organização mortos em combates com as forças de segurança.

O ataque da sexta-feira causou a morte de um policial e do suicida. Sete civis e 11 policiais ficaram feridos. EFE ja/sc

    Leia tudo sobre: al-qaeda

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG