Al Qaeda anuncia morte de seu líder no Afeganistão

Mustafa Abu al-Yazid é considerado o terceiro na hierarquia

EFE |

A Al Qaeda anunciou nesta segunda-feira a morte de Mustafa Abu al-Yazid, líder da organização no Afeganistão e considerado o terceiro em sua hierarquia, como informou um site que rastreia grupos terroristas islâmicos. Segundo o Intelligence Group, vários dos fóruns muçulmanos mais importantes que costumam publicar mensagens de líderes da Al Qaeda deram a informação.

Yazid, um egípcio de 55 anos, era considerado o comandante da Al Qaeda no Afeganistão, onde os talibãs realizam constantes atentados contra as tropas internacionais. Sem informar da circunstância da morte, o site investigativo diz também que vários parentes de Yazid, como sua mulher e três de suas filhas, estão mortos.

O egípcio está em vários vídeos na internet, nos quais faz ameaças de todo tipo contra os Estados Unidos e lança chamadas constantes à jihad (guerra santa). Em junho do ano passado, declarou que a Al Qaeda pretendia roubar as armas nucleares do Paquistão e usá-las contra os EUA, em entrevista publicada no site do canal de TV "Al Jazira".

Yazid chegou a ser preso por envolvimento no assassinato do presidente egípcio Anwar el-Sadat, em 1981. Pouco depois do atentado contra a opositora Benazir Bhutto, em dezembro de 2007, disse ter matado "um ativo muito valioso dos EUA".

    Leia tudo sobre: iGal qaedaafeganistão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG