O ex-vice-presidente dos Estados Unidos e Prêmio Nobel da paz, Al Gore, anunciou em uma mensagem em seu blog que irá apoiar a candidatura de Barack Obama à Presidência dos Estados Unidos, encerrando meses de silêncio do político democrata. Gore havia se mantido distante do processo eleitoral até o momento, não tendo manifestado preferência por nenhum dos candidatos democratas durante a disputa das prévias.

O anúncio público do apoio deve ser feito nesta segunda-feira em um comício de Obama em Detroit, no Estado de Michigan.

''De agora até a o dia da eleição, pretendo fazer de tudo para garantir que ele seja eleito o próximo presidente dos Estados Unidos'', afirmou Gore em seu blog.

Desafios

O ex-vice-presidente afirmou que ''nós próximos quatro anos os Estados Unidos enfrentarão muitos desafios, como trazer nossos soldados de volta do Iraque, consertar a economia e solucionar a crise ambiental. Barack Obama é claramente o melhor candidato para resolver esses problemas e oferecer mudanças para os Estados Unidos''.

Gore também pediu que usuários de seu site façam contribuições em dinheiro para a campanha de Obama. O ex-vice-presidente frisou que esta era a primeira vez que ele solicitava colaborações para uma campanha política.

O Prêmio Nobel justificou a iniciativa dizendo que ''este momento e esta eleição são importantes demais para se deixar passar sem que tomemos alguma ação''.

Na eleição passada, em 2004, Gore, ainda durante as primárias democratas, anunciou apoio a Howard Dean, cuja candidatura naufragou pouco tempo depois.

A imprensa americana vem especulando que Gore poderia ser candidato a vice em uma chapa comandada por Obama.

Histórico

Gore foi vice-presidente durante a gestão de Bill Clinton entre 1993 e 2001.

Em 2000, ele concorreu à presidência e, embora tenha obtido mais votos populares, acabou perdendo a disputa para o republicano George W. Bush por ter menos votos no Colégio Eleitoral.

A eleição foi marcada por uma polêmica contagem de votos no Estado da Flórida. Após sucessivas recontagens, a Suprema Corte decidiu a favor de Bush.

Em 2007, Gore venceu o Prêmio Nobel da Paz por sua atuação como ativista ambiental.

Ele também é autor do livro Uma Verdade Inconveniente, que resultou no filme homônimo, vencedor do Oscar de melhor documentário no ano passado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.