Ajuda venezuelana com 50 médicos e socorristas parte a Haiti

Caracas, 13 jan (EFE).- Um avião da Força Aérea Bolivariana (FAB) da Venezuela partiu hoje para Porto Príncipe, capital do Haiti, com remédios, alimentos, água e ferramentas para socorrer as vítimas do terremoto que atingiu o país na terça-feira.

EFE |

O ministro do Interior venezuelano, Tarek el-Aissami, se despediu dos ocupantes da aeronave no aeroporto internacional Simón Bolívar, próximo a Caracas, entre eles 20 médicos, dez bombeiros e 17 socorristas, e três membros da Força Armada Bolivariana.

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, ordenou ontem à noite o envio imediato de ajuda, comunicou o chanceler, Nicolás Maduro.

O Exército brasileiro confirmou hoje que pelo menos quatro militares do país que fazem parte da força de paz da ONU no Haiti (Minustah) morreram em consequência do terremoto de 7 graus na escala Richter que atingiu na terça-feira esse país caribenho, enquanto pelo menos cinco militares ficaram feridos.

A brasileira Zilda Arns Neumman, fundadora e coordenadora da Pastoral da Criança, projeto social do Episcopado, também morreu no terremoto que devastou o Haiti. EFE ar/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG