Ajuda alimentar no mundo é insuficiente, diz ONU

WASHINGTON - O mundo está muito aquém do que é preciso no que diz respeito à alimentação dos mais pobres, tendo prometido para 2009 apenas US$ 3,7 bilhões dos US$ 6,7 bilhões que seriam necessários, disse na quarta-feira a chefe do Programa Mundial de Alimentos da ONU.

Reuters |

Até agora, a agência recebeu apenas US$ 1,8 bilhão em verbas e teve de cortar programas e rações para as 108 milhões de pessoas atendidas, segundo a diretora-executiva Josett Sheeran.

Esses cortes terão um impacto "desestabilizador" em partes do mundo ainda afetadas pelo recente aumento dos preços alimentares e pelas reduções de rendimentos provocadas pela crise global, disse ela a jornalistas.

"Não há nada mais básico do que comida. Se as pessoas não a têm, uma das três coisas acontecem: elas se revoltam, elas migram ou elas morrem," disse Sheeran.

Leia mais sobre alimentos

    Leia tudo sobre: fomeonupobreza

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG