Airbus nega paralisação de A330 e A340 para troca de pitot

O fabricante europeu de aviões Airbus desmentiu qualquer plano para suspender as operações com os aparelhos A330 e A340 devido ao problema com os sensores de velocidade (pitot), após o acidente com o aparelho da Air France que caiu no Atlântico durante um voo entre Rio e Paris.

AFP |

Ao comentar a notícia do jornal francês Le Figaro de que "a Airbus não exclui a paralisação de sua frota de mil A330 e A340 para trocar os sensores" de velocidade, um porta-voz do grupo disse que a afirmação "é falsa".

"A Agência Européia de Segurança Aérea (AESA) já publicou uma declaração afirmando que todos os Airbus A330 e os outros aparelhos podem ser operados sem risco", destacou o porta-voz.

A Airbus "vai iniciar ações legais contra os autores de artigos irresponsáveis como este".

O construtor aéreo informou na segunda-feira que enviou a todos os clientes com A330 e A340 uma nota técnica especificando que seus aviões são seguros, inclusive com o antigo sensor de velocidade (pitot), que a Air France decidiu substituir após o acidente com o voo 447.

O Bureau de Investigações e Análises francês (BEA) estabeleceu que as velocidades informadas pelo A330 acidentado eram "incoerentes".

jmi/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG