Air France denuncia estrago em detector de fumaça em avião A318

PARIS (Reuters) - A Air France apresentou uma denúncia formal à polícia de transporte aéreo francesa após suspeitar que o detector de fumaça de uma de suas aeronaves foi deliberadamente quebrado, disse a companhia aérea nesta terça-feira. A Air France disse ter feito a denúncia perante a polícia aérea francesa (GTA, na sigla em francês) no dia 9 de junho após descobrir o problema em uma aeronave em Dusseldorf, na Alemanha.

Reuters |

"Uma avaria em um detector de fumaça foi descoberta por um piloto quando o avião estava no solo", disse um porta-voz da Air France, acrescentando que a empresa acredita em um "ato maldoso".

Um porta-voz da GTA disse que esta é uma teoria "possível".

A queixa foi divulgada inicialmente pelo site da revista semanal francesa Le Point na Internet.

Sem citar fontes, a Le Point informou que um fax enviado para investigadores por técnicos relatava que uma fiação no Airbus A318 fora danificada com um instrumento cortante.

Investigadores de acidentes aéreos estão tentando identificar as causas da queda de um avião da Air France no oceano Atlântico, que decolou do Rio de Janeiro no dia 31 de maio com destino a Paris. O Airbus A330, que fazia o voo AF 447, levava 228 pessoas a bordo.

A agência francesa de acidentes aéreos disse ser muito cedo para apontar qualquer causa para o acidente, alegando ter apenas duas certezas: que o avião atravessou uma tempestade antes do acidente e que a leitura de velocidade estava incorreta.

(Reportagem de Gerard Bon)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG