Air France acelera substituição de sensores de aviões A330 e A340

Paris, 6 jun (EFE).- A companhia aérea Air France anunciou hoje que acelerou a substituição dos sensores de velocidade de seus aviões A330 e A340, diante da possibilidade de que estes possam ter relação com a tragédia do avião que acidentou nas águas do Oceano Atlântico.

EFE |

"Sem prejulgar a relação com as causas do acidente, a Air France acelerou o programa" de substituição dos sensores, afirmou a companhia, em comunicado.

Esta decisão ocorre depois que o Escritório de Investigações e Análises (BEA, em francês) revelou que, na segunda-feira, houve disfunções nos sensores de velocidade minutos antes de se perder contato com o voo AF447 entre Rio de Janeiro e Paris, que desapareceu com 228 ocupantes.

A Air France afirmou que já tinha iniciado um programa de substituição desses sensores em seus aviões, após terem sido detectados certos problemas em outros voos e depois que foram propostos aparelhos com mais precisão.

A companhia lembrou que o fabricante dos aviões, o europeu Airbus, tinha emitido uma recomendação sobre a forma de agir dos pilotos em caso de problemas com os sensores.

Estes problemas, ligados à presença de gelo nos captores, foram detectados inicialmente nos aviões A320, por isso a Air France ordenou sua substituição nessa família de aviões desde setembro de 2007.

A partir de maio de 2008, os incidentes dos sensores foram registrados também nos A330 e A340, por isso a Air France pediu à Airbus "uma solução para reduzir ou fazer desaparecer" esses problemas.

No primeiro trimestre deste ano, foi desenvolvido um novo tipo de sensor válido para estes aviões, que está sendo experimentado.

"Sem esperar esta experimentação, a Air France decidiu trocar todos os sensores de sua frota A330 e A340, e o programa foi lançado em 27 de abril", indicou a companhia. EFE lmpg/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG