AIEA inicia procedimento para eleger sucessor de El Baradei

Os 35 governadores da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) iniciarão na quinta-feira em Viena uma reunião de dois dias para designar o substituto, a partir de novembro, de seu diretor geral Mohamed El Baradei, que não se candidatará a um quarto mandato.

AFP |

Dois candidatos disputam o cargo: o embaixador japonês Yukiya Amano, de 61 anos, que conta com o apoio dos países da Europa Ocidental e que, portanto, é o favorito, segundo diplomatas ligados à agência; e o diplomata sul-africano Abdul Samad Minty, de 69 anos, preferido pelos países em desenvolvimento.

No entanto, segundo esses diplomatas, não é certo que Amano obtenha os 24 votos (de um total de 35), necessários para ser eleito pelo Conselho de Governadores.

Seis ou sete países ainda não se pronunciaram e não divulgarão que candidato apoiarão, segundo diplomatas consultados pela AFP.

Se um dos dois candidatos obtiver a maioria de dois terços dos votos, o conselho deverá designá-lo na sexta-feira para o cargo de diretor geral.

Se nenhum dos candidatos obtiver a maioria de dois terços, na sexta-feira será realizada uma nova votação por maioria simples.

A nomeação oficial do novo chefe da AIEA será feita em setembro, durante a assembleia geral do organismo.

O egípcio El Baradei, de 66 anos, à frente da AIEA desde 1997, anunciou meses atrás que não queria se candidatar a um quarto mandato.

El Baradei, Prêmio Nobel da Paz de 2005, nos últimos anos foi alvo de críticas por parte dos principais países ocidentais, e em particular dos Estados Unidos, por não ter sido firme o bastante com o Irã.

Seu sucessor terá pela frente a espinhosa tarefa de administrar a questão do polêmico programa nuclear iraniano e as supostas atividades nucleares ilícitas da Síria.

spm/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG