AIEA elege novo diretor até setembro

Viena, 29 abr (EFE).- Cinco candidatos concorrem à direção da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), a divisão da ONU responsável por zelar pelo uso pacífico deste tipo de recurso e evitar a proliferação do armamento nuclear.

EFE |

A AIEA divulgou os nomes do japonês Yukiya Amano e do sul-africano Abdul Samad Minty, que se candidatam novamente, além do espanhol Luis Echávarri, atual diretor da agência nuclear da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), do belga Jean-Pol Poncelet e do esloveno Ernest Petric.

O japonês e o sul-africano não alcançaram em uma primeira votação em março o apoio de dois terços dos 35 países do Conselho de Governadores, o órgão executivo do organismo, motivo pelo qual foi aberto um novo prazo para novas candidaturas.

Uma vez encerrada esta segunda convocação, a votação para escolher o novo diretor-geral terá que ser realizada em uma sessão extraordinária do Conselho de Governadores.

Fontes da AIEA disseram à Agência Efe que, em princípio, essa reunião será realizada antes da sessão ordinária convocada para o 15 de junho.

No entanto, fontes diplomáticas européias em Viena assinalaram que a única limitação temporal para designar o novo chefe da AIEA é a Conferência Geral, em setembro, na qual o eleito deve ser ratificado.

O novo diretor da AIEA substituirá Mohamed El Baradei, de 66 anos, que deixa o cargo em novembro após 12 anos. EFE As/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG