Viena, 19 fev (EFE).- A Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) afirmou hoje, em Viena, que é improvável que as partículas de urânio encontradas em uma instalação bombardeada por Israel no norte da Síria procedam das armas usadas nesse ataque.

EFE jk/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.