Viena, 19 nov (EFE).- A Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) confirmou hoje em Viena que foram encontrados rastros de urânio em uma suposta instalação militar na Síria, bombardeada ano passado pela aviação israelense e onde os Estados Unidos asseguram que ia ser construído um reator nuclear.

Após uma inspeção do local em junho passado, os especialistas da AIEA asseguram que a forma do prédio destruído e a infra-estrutura adjacente "são similares às que podem abrigar uma instalação nuclear". EFE jk/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.