Aiatolá Khamenei diz que Obama é igual a Bush

Teerã, 4 mar (EFE).- O aiatolá Ali Khamenei, líder supremo iraniano, atacou hoje o presidente americano, Barack Obama, por não cumprir a mudança prometida e se comportar como Bush sobre o conflito entre israelenses e palestinos, ou seja, tentar o processo de paz, com dois estados, e reiterou a beligerância a Israel.

EFE |

Em discurso na abertura da 4ª Conferência Internacional sobre a Palestina, organizada por Teerã, Khamenei desprezou a política de negociação que pretende recuperar a nova secretária de Estado americana, Hillary Clinton.

"A Administração americana nunca interrompeu seu respaldo incondicional ao regime sionista e aos seus flagrantes crimes, como os que cometeram recentemente em Gaza", afirmou o aiatolá, chamando-os de "genocídios", sem mencionar os ataques anteriores do grupo Hamas contra Israel, antes mesmo do fim do cessar-fogo, em dezembro.

"Inclusive o novo presidente americano, que chegou ao escritório com a promessa de mudança em relação à política de (seu antecessor, George W.) Bush, expressou seu compromisso incondicional com a segurança de Israel", reclamou Khamenei.

"Outra das grandes falácias é que a nação palestina só pode conseguir seus direitos através da negociação. Negociar com quem? A história demonstrou que (Israel) só se preocupou em aumentar sua tecnologia bélica para seguir cometendo durante 60 anos os mesmos massacres", reiterou, novamente omitindo os ataques ao território israelense.

O aiatolá, recebido pelo presidente do país, Mahmoud Ahmadinejad; o presidente do Parlamento, Ali Larijani, e o chefe do Poder Judiciário, Ahmad Sahrudi, além de altos comandantes do Exército, insistiu em que até o momento, Obama mantém "uma política no moldes da Administração Bush".

"O único caminho é a resistência através da unidade palestina e a palavra de Alá", conclamou. EFE jm/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG