vergonhosa - Mundo - iG" /

AI qualifica condenação de Suu Kyi de vergonhosa

Londres, 11 ago (EFE).- A Anistia Internacional (AI) qualificou de vergonhosa a nova condenação imposta à líder do movimento democrata birmanês, Aung San Suu Kyi, declarada hoje culpada de violar sua prisão domiciliar.

EFE |

"Sua detenção, o julgamento e agora esta sentença condenatória são apenas uma farsa jurídica e política", afirmou, em comunicado, a secretária-geral da Anistia, Irene Khan.

Khan considerou que o regime militar birmanês tentou, com esta condenação - três anos de trabalhos forçados comutados a 18 meses de prisão domiciliar -, dar uma imagem de "indulgência" e pediu à comunidade internacional, especialmente à Associação de Nações do Sudeste Asiático (Asean) e à União Europeia (UE), que não interprete desta maneira.

"Suu Kyi ficou reclusa em mais de 13 dos últimos 20 anos, mas, na realidade, nunca deveria ter sido detida. A única solução aceitável é sua libertação imediata e incondicional", disse.

A Anistia Internacional lembrou que, em Mianmar, há 2,15 mil pessoas presas por motivos políticos e que a condenação contra a vencedora do prêmio Nobel da Paz em 1991 foi ditada "em um contexto no qual as Forças Armadas cometem continuamente violações de direitos humanos contra civis pertencentes a minorias étnicas".

Segundo a AI, no início de junho, o Exército lançou ataques e capturou civis da etnia karen para submetê-los a trabalhos forçados no estado de Kayin, o que fez com que mais de 3,5 mil pessoas fugissem para a vizinha Tailândia. EFE fpb/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG