Ahmadinejad visitará Brasil em 1ª viagem oficial após reeleição

BRASÍLIA - O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, visitará o Brasil na primeira viagem oficial que fará ao exterior desde a sua reeleição, informou o embaixador iraniano Mohsen Shaterzadeh.

EFE |

A visita, que ainda não tem data certa para acontecer, substituirá a que deveria ter sido feita em maio, quando Ahmadinejad, alegando "compromissos internos" antes das eleições em seu país, cancelou de última hora a viagem que faria a Brasil, Equador e Venezuela.

Na época, organizações judaicas e de homossexuais promoveram vários protestos contra a chegada do presidente iraniano. Uma manifestação chegou a ser convocada para coincidir com o encontro entre o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o chefe de Estado iraniano.

Ahmadinejad foi reeleito em 12 de junho, numa eleição tachada de fraudulenta pela oposição. Ao comentar essas acusações, Lula disse que dificilmente teria havido fraude num pleito em que o candidato vitorioso recebeu 62% dos votos.

Ao confirmar a viagem de Ahmadinejad, o embaixador iraniano no Brasil destacou a "corajosa" postura de Lula, "que demonstra a preocupação da diplomacia brasileira em valorizar cenários reais".

"Isso demonstra que a diplomacia brasileira conhece a realidade do Irã perfeitamente", declarou Shaterzadeh, para quem um dos grandes problemas do Ocidente é exatamente "não conseguir compreender esta realidade".

O embaixador ressaltou ainda que os governos de Lula e Ahmadinejad, que assumirá seu segundo mandato em agosto, têm afinidades porque ambos "lutam, por exemplo, contra o racismo e pela inclusão social".

Nesse sentido, o diplomata não acha que a visita do líder iraniano possa gerar protestos, já que, disse, Ahmadinejad "é um célebre defensor da inclusão social e sempre é bem recebido em qualquer parte do mundo pelos oprimidos".

Leia mais sobre Irã

    Leia tudo sobre: ahmadinejadbrasilirã

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG