Teerã, 22 set (EFE).- O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, viajou hoje a Nova York para assistir à Assembleia Geral das Nações Unidas onde, segundo fontes locais, será um dos primeiros oradores.

Antes de partir do aeroporto internacional de Mehrabad, em Teerã, Ahmadinejad disse que "o mundo, está às vésperas de enormes mudanças, pois enfrenta graves problemas econômicos, políticos e culturais", declarou o governante à agência local "Mehr".

Esta é a quinta vez que Ahmadinejad participa de um encontro nas Nações Unidas, desde que assumiu a Presidência do Irã, em 2005.

Neste ano, entretanto, a viagem ocorre em meio aos protestos relacionados ao resultado das eleições presidenciais de 12 de junho, que os opositores consideram fraudulenta.

A oposição iraniana no estrangeiro já anunciou manifestações em frente à sede do organismo internacional.

Antes de partir a Nova York, Ahmadinejad assistiu a um desfile militar nesta manhã pelas comemorações pelos oito anos da guerra Irã-Iraque (1980-1988).

Durante o desfile, o governante enfatizou que Teerã é a favor da paz e do diálogo justo, mas que cortará a mão de qualquer invasor.

Na parada militar, as Forças Armadas iranianas mostraram pela primeira vez o novo míssil balístico de fabricação nacional, com alcance de 2 mil quilômetros, chamado de Sayil, o terceiro de longo alcance após o Shahab-3 e o Ghadr.

"O Sayil passou com sucesso nas provas e entrou na fase de ampla produção", informou a agência "Fars", sobre o míssil dotado de modernos sistemas de propulsão e guia.

O desfile ocorreu em frente à tumba do fundador da República Islâmica, o aiatolá Khomeini. EFE msh/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.