Teerã, 13 mai (EFE).- O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, responsabilizou hoje os Estados Unidos, Reino Unido e Israel pela explosão, em abril, na cidade iraniana de Shiraz, que deixou 14 mortos e mais de 200 feridos.

Em entrevista coletiva em Teerã, Ahmadinejad disse que seu país deteve os autores desse "atentado terrorista, que confessaram estar vinculados aos estrangeiros".

"A entidade sionista (Israel), alguns britânicos e América (EUA) tinham anunciado que querem acabar com alguns responsáveis iranianos. Agora o povo iraniano pode perseguir os que apoiaram os terroristas", disse o governante iraniano, segundo a imprensa local.

Ahmadinejad não especificou o número de pessoas que foram detidas em relação ao ataque, ocorrido em 12 de abril em um edifício vizinho à mesquita xiita em Shiraz, na província de Fars.

No entanto, o porta-voz do Poder Judiciário, Ali Reza Jamshidi, ressaltou hoje que doze pessoas foram detidas e disse que o Irã "tem provas sobre o envolvimento dos EUA e do Reino Unido" no atentado.

Acrescentou que Teerã "estuda apresentar um requerimento aos tribunais locais e internacionais". EFE rh/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.