Ahmadinejad rejeita proposta nuclear ocidental

TEERÃ - O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, rejeitou nesta segunda-feira a proposta do Ocidente que previa a paralisação do programa nuclear do seu país em troca da suspensão das sanções internacionais.

Reuters |

"Nossas conversas (com as grandes potências) serão apenas no marco da cooperação para administrar questões globais, nada mais. Já anunciamos isso claramente", disse ele quando questionado sobre a proposta de "congelamento" mútuo.

"A questão nuclear é uma questão encerrada para nós", afirmou o presidente, candidato a reeleição em junho, numa entrevista coletiva.

A proposta foi apresentada inicialmente pelas grandes potências no ano passado, e diplomatas ocidentais dizem que ela continua válida.

"Não permitiremos que ninguém negocie conosco fora dos regulamentos e questões da Agência (Internacional de Energia Atômica, um órgão da ONU). Nossas atividades serão apenas no marco dos regulamentos da agência."

Os Estados Unidos e seus aliados suspeitam que o Irã esteja tentando desenvolver armas nucleares. Teerã garante que seu objetivo é apenas gerar eletricidade nuclear com fins civis.

O governo norte-americano de Barack Obama oferece uma nova aproximação diplomática para resolver a questão, desde que a República Islâmica "descerre seu punho."

Questionado sobre o teste nuclear norte-coreano de segunda-feira, Ahmadinejad disse: "Em princípio nos opomos à produção, expansão e uso de armas de destruição em massa."

Ele também propôs um debate com Obama na sede da ONU, em Nova York, "a respeito das raízes dos problemas mundiais."

Leia mais sobre Irã

    Leia tudo sobre: irã

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG