Ahmadinejad pede investigação sobre a morte da jovem Neda

Teerã, 29 jun (EFE).- O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, pediu hoje ao Poder Judiciário para investigar a morte de Neda Agha Soltani, a jovem iraniana transformada no ícone dos protestos que sacudiram o Irã após as eleições do dia 12 de junho.

EFE |

Em carta dirigida ao presidente do organismo, Mahmoud Hashemi Sahroudi, o presidente pede "uma investigação séria que permita revelar as causas deste assassinato e capturar seus autores".

"Vocês sabem que uma das respeitadas cidadãs iranianas foi assassinada a tiros por indivíduos desconhecidos e em condições absolutamente misteriosas em uma rua de Teerã", afirma Ahmadinejad em sua carta.

"Tendo em vista a chantagem midiática realizada sobre este tema e a propaganda dos meios de imprensa estrangeiros, é necessária uma investigação que esclareça e limpe a imagem da República Islâmica dos abusos políticos", acrescenta o presidente em sua carta, citada pela agência de notícias local "Fars". EFE jm-msh/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG