Tamanho do texto

O presidente do Irã, Mahmud Ahmadinejad, pediu neste domingo aos Estados Unidos e a Grã Bretanha o fim das interferências nos assuntos internos da República Islâmica.

"Com estes comentários precipitados não conseguirão entrar no círculo dos amigos da nação iraniana", declarou Ahmadinejad.

"Por esta razão recomendo que interrompam suas interferências", acrescentou.

Em Londres, o ministro britânico das Relações Exteriores, David Miliband, rebateu as acusações de Teerã.

"Rejeito categoricamente a ideia de que os manifestantes no Irã são manipulados ou motivados por países estrangeiros", afirmou Miliband.

gj/fp