Ahmadinejad lidera contagem de votos nas eleições iranianas

O presidente Mahmoud Ahmadinejad lidera por uma margem ampla a contagem de votos das eleições presidenciais do Irã, de acordo com a comissão eleitoral do país. A vantagem do atual presidente indica que ele pode conquistar a reeleição.

BBC Brasil |

Com cerca de 80% das urnas apuradas, Ahmadinejad conta com cerca de 65% da preferência do eleitorado.

Membros de sua campanha já reivindicaram a vitórias nas eleições e partidários do presidente percorrem as ruas de Teerã gritando "Deus é grande", de acordo com o correspondente da BBC Jon Leyne.

A agência de notícias estatal do Irã, Irna, também já declarou Ahmadinejad como "vencedor definitivo" das eleições.

O principal concorrente do atual presidente, o ex-primeiro-ministro Mir Hossein Mousavi, que horas antes também havia declarado sua vitória nas eleições, prometeu contestar o resultado caso a vitória de Ahmadinejad se confirme.

Segundo dados da comissão eleitoral, Mousavi conta com cerca de 32% dos votos apurados.

Além de Ahmadinejad e Mousavi, também estão na disputa o candidato conservador Mohsen Rezai e o reformista Mehdi Karroubi.

Para vencer as eleições no primeiro turno, o candidato deve conquistar mais de 50% dos votos.

Desconfiança
De acordo com o analista para questões iranianas da BBC, Sadeq Saba, os últimos resultados divulgados sugerem que Ahmadinejad sairá vitorioso já no primeiro turno.

A provável vitória do atual presidente, segundo Saba, causou espanto e desconfiança entre os partidários do reformista Mousavi.

O analista da BBC afirma que Mousavi deve contestar a provável vitória do adversário e levantar acusações de fraude eleitoral.

Em uma entrevista coletiva após o fechamento das urnas, Mousavi afirmou que foram registradas irregularidades durante o processo.

Ele afirmou que houve falta de cédulas eleitorais, o que teria impedido milhões de pessoas de votar.

Segundo Mousavi, seus monitores não teriam tido acesso suficiente às seções eleitorais. Ele afirmou ainda que responderá com firmeza a qualquer indício de fraude.

Comparecimento
As eleições desta sexta-feira no Irã foram marcadas por filas em seções eleitorais.

O alto comparecimento dos eleitores às urnas - classificado como "sem precedente" pelas autoridades - fez com que o período de votação fosse estendido por algumas horas.

De acordo com autoridades eleitorais, o comparecimento pode ter superado 80% dos eleitores.

A polícia reforçou a segurança para evitar distúrbios por parte de partidários dos candidatos que perderem as eleições e todas as reuniões públicas foram proibidas até que o resultado oficial seja divulgado.

O correspondente da BBC Jon Leyne afirma que circulam informações de que um jornal oposicionista teria sido fechado e o acesso ao site em inglês da BBC bloqueado pelas autoridades.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG