Teerã, 13 set (EFE).- O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, voltou a afirmar hoje que seu país não negociará seu programa nuclear com o Ocidente, já que jamais renunciará a seus legítimos direitos.

"Estamos dispostos a falar de cooperação internacional e dos caminhos para a solução dos atuais problemas econômicos e de segurança no mundo, porque achamos que esses temas não podem ser resolvidos sem uma participação coletiva", afirmou.

"Mas nunca negociaremos nossos direitos inalienáveis ao desenvolvimento de tecnologia nuclear pacífica, que é um direito definitivo que nos assiste", advertiu o chefe de Estado iraniano durante a cerimônia de apresentação das credenciais do novo embaixador britânico em Teerã, Simon Gass.

Ahmadinejad respondeu assim às recentes declarações do porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, que disse que a Administração do presidente Barack Obama estaria disposta a conversar pessoalmente com o Irã.

Porém, segundo o funcionário, a intenção dos EUA é focar as negociações no polêmico programa nuclear iraniano.

EUA, Israel e algumas potências da União Europeia acusam o Irã de ocultar a natureza militar de seu projeto nuclear. Teerã, por outro lado, nega as denúncias e reitera que sua única meta é gerar energia para fins civis. EFE jm/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.