Ahmadinejad felicita Chávez e Morales por cortarem relações com Israel

Teerã, 20 jan (EFE)-. O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, enviou hoje cartas a seus colegas da Venezuela, Hugo Chávez, e da Bolívia, Evo Morales, assim como aos demais chefes de Estado que, segundo ele, demonstraram apoio especial ao povo palestino durante a ofensiva israelense em Gaza.

EFE |

Segundo a emissora iraniana "PressTV", em sua carta ao presidente venezuelano, Ahmadinejad ressalta que seu "postura coerente contra as atrocidades israelenses, cheia de orgulho, contribuirá para que a 'nação palestina' recupere todos seu direitos", sem mencionar os ataques prévios do Hamas contra Israel.

Para Morales, ele diz que a "revolucionária" decisão boliviana de cortar as relações com Israel foi "um bem necessário para 'libertar' a região das 'rédeas sionistas'".

La Paz e Caracas romperam suas relações com Israel em 14 de janeiro, duas semanas após o Exército israelense começar a atacar o Hamas na Faixa de Gaza.

No domingo, a imprensa iraniana revelou que a Sociedade Islâmica de estudantes da Universidade de Teerã convidou os presidentes da Venezuela, Hugo Chávez, e da Bolívia, Evo Morales, a visitar a capital iraniana para "comemorar a 'vitória palestina'", como classificaram a ofensiva, que terminou com a morte de 1.310 pessoas em Gaza.

Hoje, centenas de estudantes, convocados pelo movimento de voluntários islâmicos Basij, se manifestaram na Universidade de Teerã para celebrar "a vitória palestina" em Gaza e ovacionar o presidente venezuelano, que chamaram de "herói".

"Chávez é um exemplo da luta contra a opressão", disse à Agência a Efe um dos organizadores do evento.

Ahmadinejad enviou cartas semelhantes aos líderes de Catar, Mauritânia e Malásia, assinala a fonte. EFE jm/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG