Ahmadinejad exonera Moussavi de instituto dedicado às artes

Teerã, 23 dez (EFE).- O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, destituiu o líder opositor Mir Hossein Moussavi da chefia do Instituto Nacional das Artes, cargo para o qual o ex-candidato à Presidência foi nomeado no ano passado.

EFE |

A notícia da exoneração de Moussavi foi dada pelo portal "Khabronline.ir", alinhado aos opositores.

O site "Tabnak.ir", por sua vez, disse que Ahmadinejad, que ontem visitava a província de Shiraz, no sul do país, voltou inesperadamente a Teerã para destituir Moussavi e substituí-lo por Ali Moalem Damghani.

Após nomear o novo diretor do Instituto Nacional das Artes, Ahmadinejad, que também preside o Conselho Superior da Revolução Cultural, retornou a Shiraz ainda na noite de terça-feira.

Segundo o "Tabnak.ir", inicialmente o presidente iraniano havia indicado para o lugar de Moussavi um de seus assessores. Mas devido à falta de apoio, Ahmadinejad decidiu nomear Damghani, um poeta conhecido por seu apoio ao atual Governo.

O "Khabaronline.ir" diz ainda que, nas próximas horas, o secretário e os principais diretores do Instituto das Artes podem renunciar em protesto com a destituição de Moussavi. EFE msh/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG