respeito ao Irã - Mundo - iG" /

Ahmadinejad elogia enviado dos EUA por respeito ao Irã

Por Zahra Hosseinian TEERÃ (Reuters) - O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, elogiou na quarta-feira a participação norte-americana em uma reunião do fim de semana sobre o programa nuclear de seu país. De acordo com ele, o encontro foi um passo positivo e um sinal de respeito a Teerã.

Reuters |

'Aconselho-os a não desperdiçar este passo positivo (...) usando a linguagem das épocas coloniais e (nos) intimidando', disse Ahmadinejad em discurso pela TV, em um raro elogio ao 'Grande Satã', como o regime islâmico se refere aos EUA.

Mas o presidente deixou claro que o Irã não pretende abrir mão de seu programa nuclear. No sábado, em Genebra, seis potências mundiais reiteraram sua pressão nesse sentido, oferecendo em troca um pacote de incentivos políticos e econômicos. O Irã recebeu prazo de duas semanas para responder.

'Se vocês imaginarem que por meio de algumas ameaças, sanções e pressão poderão fazer a nação iraniana recuar, vocês estarão novamente se equivocando', disse Ahmadinejad no discurso, proferido na cidade de Yasuj.

Alterando sua postura habitual, os EUA enviaram o diplomata William Burns para participar da reunião em Genebra, ao lado de representantes da China, Rússia, Grã-Bretanha, França, Alemanha e União Européia.

Parte da imprensa iraniana viu o envio de Burns como uma vitória diplomática do Irã.

Na segunda-feira, porém, a secretária de Estado dos EUA, Condoleezza Rice, voltou a endurecer o discurso, lembrando que o Irã deve dar uma 'resposta séria' no prazo estipulado.

De acordo com ela, o representante iraniano no encontro, Saeed Jalili, preferiu falar de amenidades em vez de tratar das questões centrais.

Já Ahmadinejad fez uma avaliação mais positiva das discussões que Genebra, que qualificou como 'boas'. Ele afirmou que seu país prefere o caminho das negociações, desde que as grandes potências ajam com respeito e sem ameaças.

Referindo-se a Burns, Ahmadinejad disse: 'O representante deles (EUA) na reunião falou de forma polida e digna, e manteve o respeito pela nação iraniana, e isso foi um passo positivo.'

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG