Ahmadinejad diz que Irã se opõe à proliferação nuclear

Teerã, 25 mai (EFE).- O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, afirmou hoje que o Irã se opõe à proliferação nuclear, enquanto seus assistentes qualificaram de assunto interno o teste atômico feito pela Coreia do Norte.

EFE |

"Somos categoricamente contra a proliferação, produção e uso de armas nucleares. Não acho que se haja que gastar benefícios nisso.

As potências que têm armas nucleares devem se desarmar. Se fizerem isso primeiro, será mais fácil para o outros depois", afirmou o presidente.

A Coreia do Norte anunciou hoje que realizou um segundo teste nuclear militar, o que rendeu uma dura condenação internacional e a convocação urgente do Conselho de Segurança da ONU.

Ahmadinejad também negou hoje que o teste nuclear tenha relação com o lançamento do Irã, na quarta-feira passada, de um novo míssil de longo alcance.

Horas antes, o porta-voz do Ministério de Assuntos Exteriores do Irã, Hassan Qashqavi, afirmou que os testes norte-coreanos são "assunto interno", sem condenar, porém, o ocorrido de hoje.

A comunidade internacional, com EUA, Israel e grandes países da União Europeia, acusa Teerã de ocultar, sob seu programa nuclear civil, um suposto projeto militar paralelo cujo objetivo seria a aquisição de armas atômicas.

Durante seu mandato, o ex-presidente americano George W Bush denunciou uma aliança entre Irã e Coreia do Sul, países que junto ao Iraque ele incluiu no denominado "eixo do mal". EFE jm/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG