Ahmadinejad diz que acordo "abre nova era"

Presidente iraniano reafirmou a importância de acordo nuclear assinado entre seu país, Turquia e Brasil

iG São Paulo |

O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, insistiu neste domingo que o acordo para facilitar a troca nuclear assinado entre seu país, Turquia e Brasil é uma oportunidade para fortalecer a cooperação no mundo. "Este documento significa o início de uma era nova nas relações políticas na arena internacional", disse Ahmadinejad durante uma conversa por telefone com o primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, citado pela agência local "Isna".

"Irã quer continuar com a colaboração e a interação com os países amigos para contribuir a uma nova atmosfera de justiça e cooperação", acrescentou.

Erdogan reiterou que seu país fará esforços para que a chamada "declaração de Teerã" consiga apoio das demais nações, assinalou a fonte.

O presidente iraniano também afirmou que seu país aceita as cláusulas do acordo de troca de urânio e que informaria sobre isso a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA). "Vamos informar em breve à AIEA. Consideramos o acordo uma oportunidade para todos".

Ahmedinejad afirmou considerar o acordo "o início de um novo enfoque e de um novo clima" para resolver a crise sobre seu controvertido programa nuclear, segundo o comunicado.

Erdogan, por sua vez, aconselhou ao presidente iraniano "aproveitar da melhor maneira possível esta oportunidade obtida depois de intensos esforços" diplomáticos.

Acordo nuclear

O Brasil e a Turquia mediaram um acordo na semana passada em que o Irã concordou em enviar parte de seu urânio de baixo enriquecimento ao exterior em troca de combustível para um reator de pesquisa médica. A primeira leva está programada para chegar na Turquia dentro de um mês.

O acordo foi inicialmente sugerido como forma de permitir à comunidade internacional o acompanhamento do material nuclear que o Ocidente suspeita ser para a construção de armas nucleares no Irã.

Apesar do acordo, potências - lederadas pelos EUA - chegaram a uma resolução de sanções, acordada por todos os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU depois de meses de negociações.

*Com EFE e AFP

    Leia tudo sobre: irãacordo nuclear

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG