Ahmadinejad descarta envolvimento em bloqueio do Facebook no Irã

Teerã, 25 mai (EFE).- O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, disse hoje desconhecer que o site Facebook tenha sido bloqueado no Irã, e assegurou que o Governo não está por trás dessa medida restritiva.

EFE |

Em entrevista coletiva, o chefe de Estado se mostrou surpreso, afirmou que acredita "ao máximo na liberdade de expressão" e ressaltou que ordenará uma investigação do assunto.

"Verei se há algum tipo de recurso" que possa ser levado ao Poder Judiciário, disse.

O Facebook foi bloqueado no sábado, pouco mais de 24 horas após o início da campanha para as eleições presidenciais de 12 de junho.

A medida prejudicou os candidatos reformistas que confiavam na plataforma como um dos trunfos para conquistar o voto, especialmente dos jovens e das mulheres.

Nas últimas semanas, os partidários do ex-primeiro-ministro Mir Hussein Mousavi tinham usado o Facebook para difundir a agenda e as propostas do candidato independente pró-reformista.

Os seguidores do ex-presidente Mohammad Khatami tinha começado a fazer o mesmo. EFE jm/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG