O presidente iraniano, Mahmud Ahmadinejad, afirmou que o líder da rede terrorista Al-Qaeda, Osama Bin Laden, está em Washington, em uma entrevista exibida nesta quarta-feira pelo canal americano ABC." /

O presidente iraniano, Mahmud Ahmadinejad, afirmou que o líder da rede terrorista Al-Qaeda, Osama Bin Laden, está em Washington, em uma entrevista exibida nesta quarta-feira pelo canal americano ABC." /

Ahmadinejad afirma que Bin Laden está em Washington

O presidente iraniano, Mahmud Ahmadinejad, afirmou que o líder da rede terrorista Al-Qaeda, Osama Bin Laden, está em Washington, em uma entrevista exibida nesta quarta-feira pelo canal americano ABC.

AFP |

O presidente iraniano, Mahmud Ahmadinejad, afirmou que o líder da rede terrorista Al-Qaeda, Osama Bin Laden, está em Washington, em uma entrevista exibida nesta quarta-feira pelo canal americano ABC.

Ao ser questionado se Bin Laden estava escondido no Irã, Ahmadinejad chamou a suposição de "risível".

"Fiquei sabendo que está em Washington", disse.

"Sim fiquei sabendo. Ele está lá. Porque era um antigo parceiro do sr. Bush. Eles eram colegas, de fato, nos bons tempos. Você sabe disso. Eles estavam juntos no negócio do petróleo. Eles trabalharam juntos. Bin Laden nunca cooperou com o Irã, mas cooperou com o sr. Bush", afirmou Ahmadinejad, sem explicar se a referência era ao ex-presidente George Bush (1989-93) ou ao filho deste, o também ex-presidente George W. Bush (2001-2009).

"Pode ter certeza de que está em Washington", completou, sem perder a seriedade.

"O governo americano invadiu o Afeganistão para prender Bin Laden. Eles provavelmente sabiam onde Bin Laden estava. Se não sabiam, por quê invadiram? Podemos conhecer as informações de inteligência?", questionou à ABC.

"Primeiro, eles deveriam tentar descobrir a localização dele e, então, invadir. Não conhecer a localização, invadir e tentar descobrir onde ele está, isto faz sentido?".

O presidente iraniano está nos Estados Unidos, onde pronunciou em Nova York na segunda-feira um discurso na ONU, na abertura de uma conferência sobre o Tratado de Não Proliferação nuclear.

Ahmadinejad pediu a suspensão dos Estados Unidos da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), órgão da ONU responsável por supervisionar as atividades nucleares no mundo.

bar/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG