Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Ahmadinejad acusa EUA de jogo duplo no Afeganistão

Cabul, 10 mar (EFE).- O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, além de acusar os Estados Unidos de fazerem jogo duplo no Afeganistão, afirmou hoje que uma solução de estabilização para o país não será alcançada militarmente.

EFE |

Ahmadinejad chegou de manhã à capital afegã, em sua primeira visita oficial desde que se reelegeu. O primeiro compromisso dele foi uma reunião com seu colega afegão, Hamid Karzai. Depois, os dois falaram com a imprensa no palácio presidencial.

"Por que aqueles que lutam contra o terrorismo não triunfam?", perguntou Ahmadinejad, referindo-se aos Estados Unidos. "Porque eles fazem jogo duplo. De um lado, lutam contra o terrorismo. Do outro, mantêm a chama acesa", acrescentou.

O presidente iraniano classificou o conflito afegão como uma "guerra de inteligência". Na presença de um Karzai desconfortável, disse estar "certo" de que "os invasores" serão derrotados na luta "contra o povo afegão".

Sobre os 140 mil soldados estrangeiros que atualmente estão no país asiático, Ahmadinejad declarou: "Não vemos a presença de forças militares estrangeiras no Afeganistão como uma solução de paz. Não há como alguém bombardear uma festa de casamento e dizer que combate o terrorismo (...). A solução é fortalecer o Governo".

Para o líder iraniano, que negou que o Irã esteja tentando desestabilizar o Afeganistão, a pacificação do país não se dará pela via militar.

Depois, Karzai respondeu que os afegãos precisam do apoio tanto de países vizinhos, como o Irã, como da comunidade internacional.

Ele disse ainda que não gostaria de ver o Afeganistão sendo usado como campo de batalha de outras potências. EFE nh/sc

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG