Águas recuam, e Haiti encontra mais de 500 mortos por tempestade Hanna

PORTO PRÍNCIPE - A polícia haitiana encontrou 495 cadáveres quando as barrentas águas da enchente causada pela tempestade tropical Hanna começaram a recuar na cidade portuária de Gonaives, após dias de chuvas pesadas, disse uma autoridade na sexta-feira. O número de desabrigados é de pelo menos 70 mil.

Redação com agências internacionais |

"A água está calma agora e nós estamos descobrindo mais corpos. Nós encontramos 495 corpos até agora e há 13 pessoas desaparecidas", disse o comissário de polícia Ernst Dorfeuille. 

"O cheiro dos mortos é desagradável em Gonaives. O número de mortes pode até ser maior."

O diretor adjunto de Defesa Civil, Pinchinat Pierre Louis, disse que, por conta do fenômeno, 69.391 pessoas tiveram que ser acolhidas em albergues, 31.134 famílias ficaram desabrigadas, 3.249 casas foram destruídas e outras 14.313 tiveram sua estrutura danificada.

O funcionário acrescentou que vários veículos da entidade carregados de comida e água tentam chegar por estradas improvisadas a Gonaives, que se encontra em estado de emergência desde quinta-feira.

Segundo emissoras locais, a cada momento aumentam as queixas de pessoas que sofrem com a falta de alimentos e água nos albergues montados principalmente igrejas e escolas.

(Com informações da Reuters e EFE)

Leia mais sobre tempestade Hanna

    Leia tudo sobre: haitihannatempestade

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG