Os agricultores argentinos vão paralisar a partir desta quarta-feira e até o dia 15 de maio a venda de grãos para a exportação, ao reiniciar seus protestos contra a política fiscal do governo, anunciou Mario Llambias, um dos líderes da categoria.

O novo plano de luta, anunciado em entrevista coletiva por Llambias, inclui também uma mobilização de produtores nas estradas, mas sem afetar o abastecimento de alimentos às cidades.

Assim, as entidades deram por encerrada a trégua no conflito com o governo, depois do fracasso das negociações e da recusa do governo em eliminar um programa de aumento de impostos às exportações de grãos, principalmente a soja, o principal produto de exportação.

Milhares de agricultores entraram em greve durante 21 dias em março, cortando o abastecimento de grãos para as grandes cidades da Argentina.

jos/yw/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.