Roma, 19 jan (EFE).- O homem que lançou uma maquete em miniatura da catedral de Milão contra o rosto do primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, foi internado hoje no departamento de psiquiatria de um hospital milanês, afirmaram fontes da instituição de saúde.

Massimo Tartaglia, de 42 anos, estava detido na prisão de San Vittorio desde 13 de dezembro por agredir Berlusconi durante um comício na Praça do Duomo de Milão.

A juíza Cristina Di Censo autorizou a mudança de Tartaglia da prisão ao departamento psiquiátrico do hospital San Carlo com base nos relatórios dos psiquiatras que atenderam o agressor.

Hoje, o primeiro-ministro, que se transferiu à cidade de L'Aquila, devastada por um terremoto em 6 de abril, mostrou as suas cicatrizes e disse: "me falta um dente, mas tenho outros 35", em referência ao forte golpe recebido no rosto que obrigou a ficar em repouso.

Berlusconi sofreu uma lesão interna e externa no lábio superior, além de quebrar dois dentes e sofrer uma fratura no nariz. EFE cps/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.