A Inteligência dos Estados Unidos sabia que a rede terrorista Al-Qaeda estava preparando uma surpresa de Natal, mas não pôde prever o atentado frustrado contra o voo entre Amsterdã e Detroit, informou nesta quarta-feira um agente à rede de televisão CBS.

Segundo este funcionário de Inteligência, as agências americanas tinham conhecimento "de uma surpresa que a Al-Qaeda preparava para o Natal".

"Há meses que trabalhávamos neste assunto, mas jamais pudemos estabelecer os vínculos ou prever o que fariam".

O problema é que o Centro Nacional de Antiterrorismo (NCTC), encarregado de atualizar a lista de pessoas suspeitas de terrorismo, "recebe 8 mil mensagens por dia".

O ataque frustrado contra o voo entre Amsterdã e Detroit realizado no Natal pelo jovem nigeriano Umar Faruk Abdulmutallab foi reivindicado pela rede terrorista Al-Qaeda.

gde/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.