Agência nuclear pede controle da solidez do reator 1 de Fukushima

Para a agência, a grande quantidade de água que é injetada pode alterar a resistência do reator

EFE |

A Agência de Segurança Nuclear do Japão pediu à Tokyo Electric Power (Tepco), a empresa operadora da central de Fukushima, para revisar a solidez da estrutura que abriga o núcleo do maltratado reator 1 da unidade, ao considerar que a grande quantidade de água que é injetada pode alterar sua resistência.

Segundo a TV "NHK", a agência japonesa de segurança nuclear acredita que o bombeamento contínuo de água realizado nestes dias pela Tepco para o interior da piscina do reator 1 pode fazer com que esta se torne menos resistente aos terremotos.

A Tepco injeta água no compartimento de maneira contínua a um ritmo de seis metros cúbicos por hora para esfriar as varas de combustível, que se acredita podem ser as mais danificadas de entre os três reatores com problemas na unidade de Fukushima Daiichi.

O objetivo dos técnicos é conseguir com que a água cubra completamente o combustível dos reatores 1 e 3 até meados de julho, com o objetivo de levá-los, junto com o reator 2, ao estado de "parada fria" em um prazo de entre seis e nove meses.

A unidade de Fukushima Daiichi ficou seriamente danificada pelo terremoto e tsunami do dia 11 de março, que também deixou 14.227 mortos e 12.228 desaparecidos, segundo a última apuração da Polícia.

    Leia tudo sobre: JAPÃONUCLEAR

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG