Agência de risco dá grau de investimento ao Brasil

A agência de avaliação de risco Standard & Poors concedeu ao Brasil nesta quarta-feira o título de grau de investimento. A Standard & Poors elevou a nota atribuída à dívida de longo prazo do Brasil em moeda estrangeira para a categoria BBB-.

BBC Brasil |

A nota é concedida a países pouco propícios à inadimplência e significa, na prática, que o Brasil oferece baixos ricos para investidores financeiros internacionais.

A avaliação da moeda local passou de "BBB" para "BBB+". O rating de curto prazo em moeda estrangeira passou de "B" para "A3".

"O aumento reflete a maturidade das instituições do Brasil e as políticas que vêm sendo implantadas, evidenciadas pela redução da carga fiscal e da dívida externa e pelas crescentes perspectivas de crescimento", afirmou a analista da S&P Lisa Schineller.

"Resistência"
O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, disse que a nova avaliação "mostra a crescente resistência da economia brasileira a choques externos".

A analista da S&P advertiu, no entanto, que o Brasil deveria buscar uma maior redução na dívida governamental e um maior equilíbro em sua balança fiscal.

"Políticas capazes de reduzir o nível e a rigidez dos atuais gastos governamentais fortaleceriam a situação fiscal do Brasil e facilitariam um declínio dos juros reais, com implicações positivas para o investimento e o crescimento e um maior declínio do fardo representado pela dívida", acrescentou Schineller.

A elevação do Brasil à categoria de grau de investimento teve efeito imedidato.

A Bolsa de Valores de São Paulo fechou com uma das maiores altas diárias recentes. O índice Ibovespa subiu 6,3% e terminou o dia com 67.869 pontos.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG