Havana, 29 set (EFE).- A agência de notícias cubana Prensa Latina afirmou hoje que o Governo dos Estados Unidos negou os vistos para dois de seus correspondentes credenciados na ONU, que deviam se reincorporar a seus trabalhos em Nova York após passarem as férias na ilha.

"A ação contra nossos jornalistas constitui uma grosseira violação de seus direitos como representantes de uma agência de notícias internacional, com quase meio século de cobertura contínua da ONU e de seus organismos especializados", declarou a "Prensa Latina" em comunicado.

A agência considerou que o incidente também "evidencia o desprezo dos EUA ao exercício do jornalismo e ao direito dos seres humanos a informar e estarem informados, enquanto desconhece seus deveres como país anfitrião da sede principal das Nações Unidas". EFE jlp/fal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.