Agência americana analisa problemas no A-330

A agência americana de segurança dos transportes analisa relatórios sobre o mau funcionamento de instrumentos do A-330, o mesmo tipo de aeronave do voo AF-447, que caiu no oceano Atlântico matando 228 pessoas.

AFP |

Vários incidentes envolvem o sensor de velocidade (pitot) e o altímetro do Airbus A-330s, destaca o National Transportation Safety Board (NTSB) em um relatório.

"O primeiro incidente ocorreu em 21 de maio passado, no voo 8091 da TAM entre Miami e São Paulo, com a perda da indicação da velocidade primária e da altitude quando voava em altitude de cruzeiro", revela a NTSB.

"Relatórios preliminares indicam que a tripulação registrou uma abrupta queda na indicação da temperatura externa, seguida pela perda do Air Data Reference System e pelo desligamento do piloto automático, em meio à perda de informação sobre velocidade e altitude".

Na ocasião, os pilotos mudaram o controle para instrumentos de backup e conseguiram pousar em São Paulo em segurança.

A NTSB ainda está reunindo dados de voo, informações sobre condições meteorológicas e conversas da tripulação para outro relatório de "um incidente possivelmente semelhante" envolvendo um A-330 da companhia Northwest Airlines que ia de Hong Kong a Tóquio na última terça-feira.

O avião conseguiu pousar em segurança em Tóquio.

Ninguém se feriu em nenhum desses incidentes, e as aeronaves não apresentaram nenhum dano, segundo a NTSB.

Investigadores ainda tentam descobrir o que causou o acidente com o voo 447 da Air France, que ia do Rio a Paris e caiu no mar no dia 1º de junho com 228 pessoas a bordo.

kdz/LR/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG