falta de luz - Mundo - iG" /

África não pode ser vista do espaço à noite por falta de luz

Madri, 11 jun (EFE).- O astronauta costa-riquenho Franklin Chang disse hoje que não é possível avistar a África do espaço durante à noite porque o continente não tem luz, diferentemente dos territórios americano e europeu, que são totalmente iluminados.

EFE |

"Não é que não haja gente na África, um continente habitado por mais de um bilhão de pessoas; é que não têm luz", disse Chang durante um debate público do qual participou na Casa de América de Madri junto ao astronauta espanhol Pedro Duque.

Duque, o primeiro astronauta de origem espanhol, e Chang, o primeiro astronauta latino-americano da Nasa (agência espacial americana) e o que mais vezes viajou ao espaço, responderam a diversas perguntas sobre suas respectivas experiências.

Segundo Chang, a luz "revela" desde o espaço as grandes áreas iluminadas artificialmente, como os Estados Unidos, país que "já não tem escura como antes a faixa do rio Mississipi".

O astronauta costa-riquenho acrescentou que também está completamente iluminado o contorno da Índia, o território de Taiwan e "toda a Europa", enquanto as zonas mais escuras correspondem aos desertos do Saara, o de Gobi - entre o norte da China e o sul da Mongólia - e o de Atacama, no Chile. EFE jnr/rb/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG