A África do Sul vai estabelecer 54 tribunais especiais para lidar com crimes cometidos durante a Copa do Mundo de 2010, disse o Ministério da Justiça do país nesta segunda-feira. Os tribunais vão atuar nas nove cidades-sede 15 horas por dia do dia 28 de maio a 25 de julho do ano que vem.

O Mundial de futebol vai de 11 de junho a 11 de julho.

O governo espera que o sistema mais rápido permita que os visitantes prestem depoimento enquanto ainda estiverem no país e, consequentemente, os crimes sejam inibidos.

O Ministério da Justiça disse que, se qualquer estrangeiro estiver envolvido em crimes, como vítimas ou como acusados, estes casos vão receber prioridade.

O projeto vai custar cerca de um milhão de rands (o equivalente a cerca de US$ 135 mil), e os membros do Judiciário vão receber treinamentos especiais.

"As experiências de outras nações-sede mostram que o fluxo de estrangeiros aumenta potencialmente as atividades criminais", diz um comunicado divulgado pelo Ministério.

O porta-voz do Ministério, Tlali Tlali, disse ainda que "os tribunais estão aqui para apressar o processo. Não vai existir nenhum lenitivo".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.