Afetados por erupção de vulcão no Chile podem voltar para casa

Santiago do Chile, 10 jun (EFE) - O Governo anunciou hoje o retorno de centenas de pessoas que foram evacuadas para a cidade de Chaitén, por causa da erupção do vulcão de mesmo nome, em 2 de maio. O ministro da Defesa chileno, José Goñi, disse a jornalistas que nos próximos dias grupos de habitantes dessa destruída localidade serão levados ao local para que possam resgatar alguns de seus pertences. Goñi chegou esta terça-feira a Puerto Montt, cerca de 1.044 quilômetros ao sul de Santiago, para coordenar a eventual reconstrução de Chaitén e se informar sobre os trabalhos de busca realizados para encontrar o paradeiro de um avião que desapareceu nessa zona no sábado passado com dez pessoas a bordo.

EFE |

O ministro da Defesa se reuniu nessa cidade com o intendente da região de Los Lagos, Sergio Galilea, e o prefeito de Chaitén, José Miguel Fritis, para analisar os passos a seguir.

O vulcão Chaitén, que se encontra a apenas dez quilômetros da cidade de Chaitén e a 1.220 quilômetros ao sul de Santiago, entrou em erupção em 2 de maio, o que obrigou à evacuação de todos os habitantes da zona. EFE mc/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG