Afetada pelas chuvas, Guatemala entra em estado de emergência

Deslizamento de terra matou pelo menos nove pessoas que estavam dentro de um ônibus em uma estrada do país

EFE |

O presidente da Guatemala, Álvaro Colom, declarou neste sábado estado de "emergência nacional" pelas fortes chuvas que castigam o país há dois dias e que deixaram nas últimas horas 18 mortos, além de causar danos na infraestrutura calculados entre US$ 375 milhões e US$ 500 milhões. Um deslizamento matou pelo menos nove pessoas que estavam dentro de um ônibus em uma estrada do país.

EFE
Deslizamento de terra que matou ao menos nove pessoas em estrada
Colom concedeu entrevista coletiva na sede da Coordenadoria Nacional para a Redução de Desastres (Conred), após sobrevoar as zonas que foram mais afetadas pelas águas. Segundo o líder, os danos causados pelas chuvas no país na última semana são 40% similares aos provocados pela tempestade tropical "Agatha" nos primeiros dias de junho passado.

O presidente afirmou que as chuvas "destruíram todo o trabalho feito nas últimas semanas" em matéria de reconstrução. Por isso, ele pediu aos partidos de oposição no Parlamento para que aprovem uma ampliação de 1,3 bilhão de quetzais (cerca de US$ 163 milhões) do orçamento nacional deste ano.

Além disso pediu aos legisladores aprovar um imposto temporário denominado "bônus de reconstrução", que será apresentado nos próximos dias e que servirá para financiar a reconstrução do país após os danos causados pelas chuvas.

"Espero que haja consciência" nos partidos de oposição "para agilizar a agenda legislativa", já que a emergência "está provocando mortes e desmoronamentos", indicou o governante. Colom ressaltou que, embora seu Governo não conte com recursos, não deixará de fazer atendimento humanitário e reafirmou que, neste momento, "a prioridade é a emergência".

    Leia tudo sobre: guatemalachuvas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG