Afeganistão proíbe imprensa de informar violência no dia das eleições

Cabul, 19 ago (EFE).- O Governo afegão proibiu hoje a imprensa de informar sobre qualquer fato de violência durante as horas de votação de amanhã, data da realização das eleições presidenciais.

EFE |

Em comunicado, o Ministério de Exteriores afegão explicou em língua local que é "estritamente proibido" informar sobre atentados ou ataques entre as 6h e as 20h de amanhã (22h30 de hoje e 12h30 de amanhã, no horário de Brasília).

Mas a versão da mesma nota em inglês oferecida pelo ministério usa uma linguagem mais contida e pede aos meios de comunicação que "se abstenham" de fazar isso.

"Pede-se a todos os meios de comunicação nacionais e internacionais que se abstenham de cobrir qualquer fato de violência durante o processo eleitoral", diz a versão em inglês.

O ministério justificou a decisão pela necessidade de garantir uma alta participação no pleito e evitar a "violência terrorista" durante a votação. EFE daa-amp/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG